1 1 1 1 1

Meteorologia agrícola
A informação técnica semanal!

apuramentos meteorologicos (LEGENDA)

CLIMATOLOGIA

Segundo os apuramentos meteorológicos de 12 de setembro a 18 de setembro (ver quadro) verificaram-se dias de muito calor, conforme previsto. A intensidade média do vento, com valores, que não interferiram, duma maneira geral, com a realização de operações culturais, nomeadamente a aplicação de produtos fitofarmacêuticos, tendo a especial atenção de não realizar estas aplicações nas horas mais quentes do dia.

Relativamente às regas, há que regar de acordo com as necessidades hídricas das culturas. Ver no quadro, os indicadores da Precipitação (P) e Evapotranspiração potencial (ETP), que indiciam claramente essa realidade. A previsão do estado do tempo para os próximos dias, reserva-nos, na costa sul, pouca nebulosidade e/ou céu limpo. A norte, o IPMA prevê a possibilidade de chuviscos ou chuva fraca, para os próximos dias, até 22 (sexta-feira).

Uma vez que estamos ainda no período da colheita da maçã (a mais tardia), e consequente início do fabrico da sidra, é oportuno fazer algumas considerações sobre esta cultura.

Macieira

Pedrado – Venturia inaequalis (Cke) Wint.

maca pedrado
 Maçã infectada pelo fungo causador do pedrado

Para reduzir o risco de pedrado na próxima campanha aconselha-se a destruição das folhas, enterrando-as ou aplicando ureia a 5%. A pulverização deverá ser feita à queda de um terço das folhas, tanto nas da copa como nas caídas sobre o solo.

Nota: Se no seu pomar existem problemas de cancro pode fazer o tratamento em simultâneo com a ureia, usando produtos à base de cobre.

 

previsoes meteorologicas (NOTA)

Mosca-da-Fruta ou Mosca do Mediterrâneo – Ceratitis capitata Wied.

maca mosca fruta
 Maçãs atacadas pela mosca da fruta

Face à presença deste inseto, facilmente detetável, pela observação de picadas nos frutos ainda existentes nas parcelas, recomenda-se a sua eliminação, enterrando-os a 50-60 cm, de forma a reduzir a população da praga para o ano seguinte.

Recomenda-se avançar rapidamente com a colheita, procurando escapar a mais ataques da praga. Nesta altura, não deve e não pode aplicar inseticidas contra a mosca, pois como nos encontramos “em cima” da colheita, já não poderia respeitar o intervalo de segurança dos produtos fitofarmacêuticos.

Nota: recomendamos a retirada e enterramento dos frutos atacados e/ou caídos nas parcelas, esta medida cultural, é extensível a todas as fruteiras, alvos desta praga, à medida que atinjam o início da maturação.

 

Para mais informação relativamente à prevenção e/ou tratamento deverá contactar o seguinte serviço da Direção Regional de Agricultura:

Direção de Serviços de Desenvolvimento da Agricultura /DSDA
Divisão de Assistência Técnica à Agricultura /DATA
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. 
Telef.: 291 211 260

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar