1 1 1 1 1

Meteorologia agrícola
A informação técnica semanal!

apuramentos meteorologicos (LEGENDA)

Segundo os apuramentos meteorológicos de 11 de julho a 17 de julho, (ver quadro), manteve-se a tendência das ultimas semanas, constatando-se na maior parte dos dias da semana tempo ameno, alternando, raras vezes, com dias de maior calor. A intensidade média do vento a fazer-se sentir duma forma moderada, não interferindo com a realização de operações culturais, nomeadamente a aplicação de produtos fitofarmacêuticos, tendo a especial atenção de não fazer as aplicações nas horas mais quentes do dia. Relativamente às regas, há que regar, de acordo com as necessidades hídricas das culturas. Ver no quadro, os indicadores da Precipitação (P) e Evapotranspiração potencial (ETP), que indiciam claramente essa realidade. A previsão do estado do tempo para os próximos dias mantém-se, ou seja, reserva-nos dias de alguma nebulosidade, alternando com céu limpo e precipitação a norte. Deve manter a monitorização às suas culturas, nomeadamente hortícolas.

Cura de cebolas para conservação

cura cebolas O processo da cura da cebola permite a secagem da casca externa (fortalecendo-a) e ao redor do pescoço, fechando o bolbo, protegendo-o de doenças durante o período de armazenamento, aumentando assim, o tempo de vida útil. Se o clima estiver quente o suficiente o processo da cura poderá ser feito no campo. Utilize restos de plantas para cobrir o bolbo, protegendo o produto do excesso de calor e de queimaduras.

A cura natural, aproveitando o tempo quente e seco do verão, é a mais adequada e viável na produção de cebolas tradicionalmente praticada na Região. A cebola é um produto frágil. Por isso, há que a colher e transportar com cuidado, sem a pisar ou ferir. Imediatamente a seguir à colheita, estendem-se as cebolas em local arejado e abrigado do sol direto, numa camada simples, sem as amontoar. Podem utilizar-se para isso, por exemplo, casas da eira, varandas com cobertos, sobrados, sótãos das instalações agrícolas bem arejados, espigueiros, etc.

cura cebolas 1 Nesta operação, há que fazer uma primeira escolha, retirando cebolas defeituosas ou tocadas, para consumo imediato. Deve também retirar-se algumas ramas apodrecidas que possam trazer. No entanto, as cebolas devem secar com a rama, o que as protege do apodrecimento precoce pelo vértice. De igual modo para as raízes. As cebolas ficam assim estendidas durante seis semanas. Durante esse período, devem ser vigiadas e viradas, aproveitando para retirar cebolas danificadas ou podres.

Terminado o período de cura, as cebolas podem ser “encabadas” em réstias ou cabos e penduradas em local abrigado e bem arejado.

 

previsoes meteorologicas (NOTA)

Em alternativa, pode cortar-se-lhes a rama e as raízes (não rentes) e guardá-las em tabuleiros, em camadas nunca superiores a três cebolas, em local com bom arejamento. Estes procedimentos contribuem para a conservação do produto em boas condições até tarde, retardando também o “espigamento”.

Cuidados básicos na colheita de produtos hortofrutícolas

A deficiente condução das operações de colheita, transporte e armazenamento dos produtos hortícolas podem deitar a perder meses de trabalho e comprometer o rendimento das culturas.

Assim, devem ser postos em prática alguns princípios básicos de colheita, transporte, armazenamento e expedição dos produtos.

1 - Colher sempre no estado de desenvolvimento ou maturação ideal, para assegurar a máxima qualidade;

2 - Sempre que possível, colher nas horas mais frescas do dia, para evitar os efeitos da temperatura elevada;

3 - Ter especial cuidado com os danos mecânicos - feridas, pisaduras, compressão, esmagamento, abrasões - provocados pelo operador, pelos instrumentos ou pelos contentores de colheita e transporte;

4 - Proteger do sol os produtos colhidos, para reduzir o aquecimento e a perda de água;

5 - Arrefecer os produtos o mais rapidamente possível;

6 - Não misturar no mesmo contentor produtos sãos de boa qualidade com produtos danificados ou infetados;

7 - Utilizar contentores de colheita e de transporte, limpos, lavados e desinfetados e em boas condições;

8 - Disponibilizar aos operadores água, sabão e instalações sanitárias apropriadas;

9 - Proporcionar formação aos operadores em relação a:

- índices de desenvolvimento ou maturação dos produtos a colher;

- procedimentos de colheita e transporte;

- higiene pessoal e segurança alimentar.

Para mais informação relativamente à prevenção e/ou tratamento deverá contactar o seguinte serviço da Direção Regional de Agricultura:

Direção de Serviços de Desenvolvimento da Agricultura /DSDR
Divisão de Assistência Técnica à Agricultura /DATA
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Telef.: 291 211 260

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar