1 1 1 1 1

Meteorologia agrícola
A informação técnica semanal!

apuramentos meteorologicos (LEGENDA)

Segundo os apuramentos meteorológicos de 27 de junho a 3 de julho, (ver quadro), manteve-se a tendência das ultimas semanas, constatando-se na maior parte dos dias da semana tempo ameno, alternando, raras vezes, com dias de maior calor. A intensidade média do vento a fazer-se sentir duma forma moderada, não interferindo com a realização de operações culturais, nomeadamente a aplicação de produtos fitofarmacêuticos. Relativamente às regas, há que regar, de acordo com as necessidades hídricas das culturas. Ver no quadro, os indicadores da Precipitação (P) e Evapotranspiração potencial (ETP), que indiciam claramente essa realidade. A previsão do estado do tempo para os próximos dias, reserva-nos dias de alguma nebulosidade, alternando com céu limpo e precipitação a norte. Manter a monitorização, às suas culturas, nomeadamente à vinha.

  oidio bagos uva
 Oídio nos bagos no estado fenológico K
 (estado anterior à vindima)

A vinha encontra-se numa fase de desenvolvimento particularmente sensível ao oídio, e o tempo tem decorrido favorável ao seu desenvolvimento. Aconselhamos, por isso, a manter a vinha protegida contra esta doença até ao Fecho do Cacho, utilizando um produto penetrante. Se, em alternativa, e o estado do tempo o permitir, utilizar enxofre em pó, (procure não fazer este tratamento com temperaturas elevadas – acima dos 32º C - e a planta molhada, para evitar riscos de fitotoxidade – queima). Em qualquer caso, procure orientar a vegetação e fazer uma cuidada desfolha, de maneira a permitir um bom arejamento da planta e facilitar a penetração do produto utilizado.

Respeite cuidadosamente o período de persistência de ação dos fungicidas utilizados. Nas vinhas em que surjam sintomas ou com historial da doença, a protecção deve ser mantida até ao Pintor. Nos casos de ataques intensos da doença os tratamentos deverão ser efectuados com enxofre, como já referido, ou meptildinocape.

 

previsoes meteorologicas (NOTA)

  oidio cacho uvas esq oidio cacho uvas dto
 Oídio no cacho à vindima (foto à esquerda)
 Oídio no cacho no estado K - casta branca (foto à direita)

Apenas recomenda-se a renovação do tratamento contra o míldio nas vinhas que ainda não atingiram o “fecho do cacho” (cacho compacto) ou naquelas em que os sintomas da doença têm persistido, devido à sucessão de infecções secundárias.

Relembramos a importância da correcta orientação da vegetação, no sentido de favorecer o arejamento na zona dos cachos e a boa penetração do tratamento fungicida.

No Modo de Produção Biológico podem ser utilizados fungicidas anti-míldio à base de cobre e anti-oídio à base de enxofre e de hidrogenocarbonato de potássio (ARMICARB.

 

Para mais informação relativamente à prevenção e/ou tratamento deverá contactar o seguinte serviço da Direção Regional de Agricultura:

Direção de Serviços de Desenvolvimento da Agricultura /DSDR
Divisão de Assistência Técnica à Agricultura /DATA
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Telef.: 291 211 260

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar