1 1 1 1 1

Meteorologia agrícola
A informação técnica semanal ao seu dispor!

apuramentos meteorologicos (LEGENDA)

CLIMATOLOGIA

Cumpriram-se na íntegra as previsões do estado do tempo apresentadas na última publicação desta rubrica: dias de céu limpo com temperaturas amenas.

No entanto, verificou-se, de igual modo, o arrefecimento noturno, próprio desta altura do ano, e que origina as indesejadas condensações (formação de gotas) sobre as culturas, fomentando o aparecimento de fungos patogénicos.

Prevê-se para a próxima semana a continuação de boas condições do estado do tempo, ou seja, dias de céu limpo, com gradual aumento da temperatura. O mesmo corresponde a dizer que há que fazer uso das reservas hídricas da exploração agrícola, uma vez que a frequência das regas terá necessariamente que ser maior.

A água deve ser utilizada sem desperdício, sendo aconselhável abandonar a rega por gravidade, uma prática antiga conhecida por alagamento, instalando um sistema de rega adaptado às suas culturas, que trará benefícios em termos de poupança de água. Nunca é demais referir que a água é um bem precioso, que devemos obrigatoriamente proteger (sem a contaminar e/ou poluir).

TRATAMENTOS FITOSSANITÁRIOS

Na aquisição dos produtos fitofarmacêuticos deve informar-se claramente das finalidades dos mesmos, assim como quais as culturas para o qual está homologado, ou seja, para as quais está autorizada a sua aplicação. Não esquecer, o que deve tornar-se um hábito, o registo das utilizações dos produtos fitofarmacêuticos.

- Frutícolas

Com as melhorias previsíveis das condições do estado do tempo, irá verificar-se um aumento na atividade da mosca da fruta (Ceratitis capitata), daí recomendar-se, dum modo geral para todos os pomares vulneráveis à mesma, a colocação de garrafas mosqueiras (armadilhas de captura massiva), como uma medida complementar e não de substituição aos produtos fitofarmacêuticos autorizados. Em média, colocar uma armadilha por cada três árvores.

Prosseguir com os tratamentos preventivos e curativos contra as seguintes doenças: pedrado das macieiras e das pereiras e ainda lepra dos pessegueiros.

 

previsoes meteorologicas (NOTA)

- Vinha

É uma boa altura para sulfatar a vinha, a título preventivo, contra as eventuais formas hibernantes dos habituais fungos (míldios e oídios).

- Hortícolas

Pulverizar batatais e tomatais com caldas cúpricas para evitar o aparecimento de míldio. Com estas condições do estado do tempo e com a formação de condensações sobre as plantas, devido ao arrefecimento noturno, torna-se imperativo realizar estas pulverizações.

- Jardins

Aplicar enxofre nas roseiras, para evitar o aparecimento do oídio.

OPERAÇÕES CULTURAIS

- Sementeiras/mondas

Continuar as sementeiras de primavera/verão. Ainda vai a tempo de proceder à sementeira de abóboras, agriões, alfaces, cenouras, couves, ervilhas, feijões e pepinos. As condições do estado do tempo estão óptimas para a realização das mondas.

-Jardins

Nas roseiras mondam-se os botões mais pequenos, para obter flores mais perfeitas.

Rega-se as hortas e jardins de preferência à tardinha, para que a terra conserve por mais tempo a água absorvida e ser mais facilmente aproveitada pelas plantas.

Recomenda-se limpar as matas e evitar acumulações de lixo facilmente combustível (madeira e folhagem), a fim de se evitarem eventuais incêndios.

Relembra-se que, para preservar e melhorar a fertilidade do solo é preciso usar técnicas culturais que tenham efeito direto sobre as suas características, sendo para isso fundamental, nas nossas condições, aumentar o seu teor em matéria orgânica, fertilizar racionalmente as culturas e corrigir a acidez do solo, de acordo com análises laboratoriais, que podem ser obtidas gratuitamente no Laboratório Agrícola da Madeira, situado na Camacha.

De destacar que quem ainda não tem o curso de aplicador de produtos fitofarmacêuticos pode proceder à sua inscrição no site da Secretaria Regional de Agricultura e Pescas, situação que lhe vai permitir temporariamente, normalizar a sua situação, até 31 de dezembro do corrente ano. O módulo I do referido curso, com a duração de 4 horas, já está neste momento a ser ministrado a todos os agricultores que entretanto se inscreveram. O aproveitamento neste primeiro módulo habilita-os a comprar, manusear e aplicar produtos fitofarmacêuticos nos próximos dois anos.

 A título de curiosidade, alguns exemplos da sabedoria popular:

Maio jardineiro enche o celeiro;
Maio temporão espiga o grão;
Em maio a chuvinha da Ascensão dá palhinha e pão.

Para mais informação relativamente à prevenção e/ou tratamento deverá contactar o seguinte serviço da Direção Regional de Agricultura:

Direção de Serviços de Desenvolvimento da Agricultura
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Telef.: 291 214 310

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar