1 1 1 1 1

Meteorologia agrícola
A informação técnica semanal ao seu dispor!

apuramentos meteorologicos (LEGENDA)

CLIMATOLOGIA

De acordo com as previsões do estado do tempo para os próximos dias, de um modo geral estão reunidas as condições para a prática dos tratamentos fitossanitários habituais para esta altura do ano.
No entanto, para as zonas onde o vento estará moderado a forte e/ou com previsão de chuva não é ainda aconselhável a realização dos referidos tratamentos.

TRATAMENTOS FITOSSANITÁRIOS

- Hortícolas:

Nesta época dá-se prioridade aos tratamentos fitossanitários que combatam os fungos. Assim sendo, recomenda-se a aplicação de fungicidas para a prevenção de míldio e alternariose (que encontram nesta altura do ano condições climáticas óptimas para o seu desenvolvimento) nas hortícolas, quer ao ar livre quer em estufa.

- Frutícolas:

Uma chamada de atenção especial para as culturas da anona, do abacateiro e do mangueiro que estão também muito vulneráveis ao ataque de fungos (míldio, alternariose e antracnose), pelo que deverão ser aplicados preventivamente produtos homologados para o efeito. Caso haja sinais de cochonilhas, pode ser aplicado, e apenas nas árvores atacadas, um óleo de verão.

 

previsoes meteorologicas (NOTA)

Para as árvores de fruto que se encontram já em repouso vegetativo (com 50% das folhas caídas), principalmente nas prunóideas (pessegueiro e ameixeira) dever-se-á fazer por esta altura do ano um tratamento de inverno à base de produtos cúpricos para combater o eventual aparecimento de doenças fúngicas (doenças causadas por fungos) e um óleo de verão para combater formas hibernantes de ácaros e cochonilhas. Já para a cultura dos citrinos, e uma vez que se atravessa uma fase de elevado risco de míldio e antracnose, os pomares devem ser protegidos, dando início ou então continuidade aos tratamentos contra estes fungos, espaçados de 3 a 4 semanas.

OPERAÇÕES CULTURAIS

- Cava do terreno:

Deverá aproveitar-se estes dias em que o solo está menos húmido para proceder-se à cava prévia dos terrenos para as novas plantações de fruteiras em janeiro/fevereiro. Dever-se-á ter em atenção que a cava deve ser feita de modo a não inverter as camadas de solo. Em terrenos incultos, onde existem acácias, pinheiro e eucaliptos, dever-se-á retirar do terreno todas as raízes destas árvores. Dever-se-á ainda aproveitar esta altura para proceder-se à calagem dos solos, mediante os resultados de análise laboratorial dos solos.

- Sementeiras/plantações:

É a altura da sementeira ao ar livre da fava, ervilha, tremoço e cebola, bem como da plantação de couve repolho, couve lombarda, brócolo ecouve-flor, entre outras.

Nas sementeiras, deve-se colocar as sementes em água, entre 24 a 48 h, e só depois colocar na terra.

Para mais informação relativamente a questões de caráter técnico relativas à produção agrícola deverá contactar os seguintes serviços da Direção Regional de Agricultura:

- No âmbito da produção convencional (proteção integrada):

Direção de Serviços de Desenvolvimento Rural
Divisão de Apoio ao Agricultor
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Telef.: 291 214 310

Direção de Serviços de Assistência Técnica e Mecanização Agrícola
Divisão de Assistência Técnica e Mecanização Agrícola
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Telef.: 291 211 260

Direção de Serviços de Desenvolvimento Rural
Divisão de Apoio ao Agricultor
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Telef.: 291 214 310

- No âmbito da produção biológica:

Direção de Serviços de Desenvolvimento de Agricultura e Pecuária Biológica
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Telef.: 291 744 190

Comentar

Código de segurança
Atualizar