1 1 1 1 1

Uma "semana sem pesticidas"

semana sem pesticidas cartazA Direção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural e a OrganicA – Associação para a promoção da Agricultura Biológica da Madeira associam-se ao evento global SEMANA SEM PESTICIDAS, uma campanha internacional, a decorrer de 20 a 30 de março, que pretende alertar para os impactos negativos dos pesticidas no ambiente e na saúde e, em simultâneo, mostrar alternativas à sua utilização.

A iniciativa conta com a colaboração de diversas entidades, parceiros habituais da DRADR e da OrganicA na promoção de hábitos de consumo mais saudáveis e responsáveis, e engloba ações de sensibilização de Agricultura Biológica em escolas, o workshop de culinária "Sabores Bio de Primavera", durante o qual o Chefe Yves Gautier, sócio fundador da associação, ensina a valorizar e preservar a qualidade superior dos produtos biológicos regionais e pescado da nossa costa, capturado através de artes de pesca sustentáveis, um jantar ligeiro confecionado com produtos biológicos e apreciado pelos participantes à luz das velas, num acto simbólico de comemorar a Hora do Planeta que se celebra em todo o mundo às 20.30h do dia 29 de Março, entre outras acções que pretendem mostrar que é possível e urgente produzir e viver sem pesticidas, garantindo ao mesmo tempo alimentos em quantidade num ambiente seguro.

A intensificação agrícola e a vontade de querer extrair da terra e do estábulo, a maior quantidade possível de alimentos em curto espaço de tempo, levou ao uso generalizado de pesticidas, com graves consequências no ambiente e na saúde pública, nomeadamente o aparecimento de inúmeras doenças que são responsáveis pela morte de milhares de pessoas anualmente em todo o mundo.

Os efeitos cumulativos de ingestão continuada de alimentos contaminados por químicos nocivos, põem em causa a qualidade de vida e a longevidade da atual geração de jovens, fazendo com que esta seja a primeira, da história moderna, com uma esperança de vida menor que a dos seus pais. 

A obesidade, que afeta uma em cada três crianças portuguesas entre os 6 e os 8 anos, surge não apenas como resultado de uma dieta hipercalórica, mas também como um mecanismo de defesa do próprio organismo, tentando reduzir os efeitos nocivos dos pesticidas, armazenando-os no tecido gordo, produzido para o efeito.

Em Portugal, quase um milhão de pessoas têm diabetes, a infertilidade afeta um em cada sete casais em idade reprodutiva, o que corresponde a cerca de 14% da população e estima-se que daqui a 10 anos, metade dos portugueses terá cancro.

 

semana sem pesticidas cartaz programa1As orientações da Organização Mundial de Saúde para uma alimentação saudável, traduzem-se na recomendação de uma dieta equilibrada e diversificada, rica em fibras, estimulando o consumo de frutas, legumes e cereais integrais, carnes brancas e peixe branco ou azul, mas ignorando sistematicamente o modo como esses alimentos são produzidos e o efeito cumulativo e de interação dos químicos, o que faz toda a diferença entre prevenir as doenças ou aumentar a sua incidência.

Como pode o consumidor reduzir as quantidades de pesticidas que diariamente ingere é uma questão que preocupa a organização do evento e é uma das razões que levam à realização da campanha "Semana sem pesticidas", alertando para as alternativas ao uso de pesticidas nomeadamente através da abertura de um "Consultório bio", que pretende, com a colaboração dos técnicos da Direção de Serviços de Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária Biológica, responder, através de correio electrónico ou na página de facebook da associação, às questões que lhes forem colocadas sobre formas ecológicas de controlo de pragas e doenças na agricultura.

O consumidor está em clara desvantagem porque, embora o alerta esteja dado, a informação sobre como fugir à teia de contaminações é muito reduzida e as verdadeiras alternativas saudáveis, como os alimentos biológicos, ainda são pouco comunicadas e é nesse sentido que se considera que qualquer ação, pequenos gestos, algumas medidas e atenções poderão reduzir significativamente os pesticidas à nossa mesa e à nossa volta, sendo que "UMA SEMANA SEM PESTICIDAS, PODERÁ MUDAR AS NOSSAS VIDAS!"

Para mais informações sobre como envolver-se nas ações a decorrer de 20 a 30 de março, poderá contactar a DSBIO, através do correio electrónico Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou do telefone 291 744 190, ou a OrganicA, através do correio electrónico Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou da sua página no facebook www.facebook.com/organicamadeira.

 

Sílvia Silva
Direção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar