1 1 1 1 1 Pontuação 5.00 (3 Votos)

Feira de Gado do Porto Moniz – História

feira historia 1  
  feira historia 2

As exposições pecuárias na Madeira tiveram os seus primórdios na Exposição Agrícola e Festa da Vindima, nos princípios dos anos 50 do século passado, nas então quintas Vigia, Pavão e Bianchi, no Funchal, por iniciativa da Estação Agrária da Madeira, do Grémio dos Exportadores de Frutas e Produtos Hortícolas e a Cooperativa Agrícola anexa ao Grémio da Lavoura.

Em 1953, relativamente à Exposição Agrícola, que decorreu de 13 a 21 de setembro desse ano, escreveu-se:

Pelo parque, dispersavam-se os pavilhões e barracas típicas, de requintada cor local, e outros centros de exposição agro-pecuários. Em primeiro lugar destacou-se o pavilhão de avicultura, onde todos puderam admirar, numa diversidade pródiga para o nosso meio, lindos e raros exemplares de: perús, gansos, patos, pavões, faisões, e galinhas da Guiné, Angola, Índia, do Canadá, galinhas Bantam (palheiros), galinholas, um trio de brigadores indianos e uma enorme variedade de galinhas domésticas, desde as melhores raças mundiais às aves regionais. A exposição do gado ovino, composta por exemplares de diversas raças, foi outra demonstração do nosso interesse pecuário”.

feira historia 3  
  feira historia 4

No discurso da inauguração desta Exposição Agrícola, o Presidente da Junta Geral do Distrito Autónomo do Funchal, para explicar os seus objetivos, disse que estava especificado no Estatuto dos Distritos Autónomos as atribuições de fomento pecuário, competindo à Junta Geral realizar exposições agrícolas, feiras e concursos pecuários, dando destaque à Campanha de Saneamento dos Bovinos Leiteiros, iniciada nesse ano, para combate às zoonoses mais importantes de então, como a Tuberculose e a Brucelose, para além das Mamites e da Vaginite Granulosa.

Alguns anos mais tarde, a 17 de junho de 1955, por iniciativa da Câmara Municipal do Porto Moniz, com o patrocínio da Junta Geral do Distrito Autónomo do Funchal e com a colaboração da Direcção-Geral dos Serviços Pecuários, da Junta dos Lacticínios da Madeira e do Grémio da Lavoura do Funchal, realizou-se então a primeira Feira de Gado e Concurso Pecuário do Porto Moniz, nos baldios da Santa, mais propriamente no lugar das Portas da Vila.

 
feira historia 5
  Feira Red Danish 1970

Essa feira teve como objetivos principais, por um lado, estreitar o contacto dos técnicos com os criadores e, destes, uns com os outros, de modo a serem difundidas as boas práticas e ajustadas as condições da sua realização e, por outro, despertar entre os criadores um salutar espírito de emulação, de “sã inveja”, levando esses criadores a tentarem produzir melhor gado, através do fomento zootécnico.

Desde então, a Feira de Gado, serviu de montra ao que de melhor se fazia em matéria de produção pecuária regional, particularmente no concelho do Porto Moniz, bem como às boas práticas e aos avanços técnicos que se foram verificando na nossa Região Autónoma.

Do que aí esteve exposto, ao longo de mais de meio século, destaca-se a título de exemplo a excelência do trabalho desenvolvido no âmbito do melhoramento zootécnico, por absorção do efetivo bovino existente, que era constituído na sua quase totalidade por mestiços de fraca qualidade produtiva, através da introdução e novas raças, como a Red Danish e a Holstein Frisien (tronco alemão), com o recurso a um serviço de inseminação artificial, universal e gratuito, único no país.

A Feira de Gado, em 1981, deu lugar à Feira Agro-Pecuária, embora a sua designação inicial continue na memória e no léxico habitual da população. Outras feiras de gado ocorreram na nossa Ilha, designadamente em Santana (1962, 1963, 1964 e 1967), em São Vicente (1963, 1978, 1979) e nos Canhas (1963), mas foi, sem dúvida, a adesão do povo madeirense que assegurou a perenidade deste evento no Porto Moniz, transformando-a numa tradição festiva de homenagem ao setor primário.

Para além disso, a Feira de Gado tem servido sempre para dar a conhecer, a quem lá se desloca, o trabalho desenvolvido pelos serviços oficiais responsáveis pelo setor pecuário, nomeadamente a promoção da melhoria higiénica da ordenha e do leite, o uso de alimentos compostos (rações) e a instalação da avicultura intensiva, tendo sempre como primeiro objetivo o autoabastecimento e a consequente diminuição da dependência externa.

 

João Carlos dos Santos de França Dória
Direção Regional de Agricultura
Direção de Serviços de Alimentação e Veterinária

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar