1 1 1 1 1 Pontuação 4.00 (1 Votos)

borracheiros1O Porto da Cruz, primeira freguesia do norte da Ilha da Madeira, é afamada pelo seu bom vinho americano, onde a Penha D´Aguia é banhada pelo Oceano Atlântico.

Longe vão os tempos em que vinham os compradores deste vinho até ao Porto da Cruz, fretando os nossos borracheiros para transportar o precioso líquido até às suas adegas no lado sul da Ilha.

Após o negócio consumado, os grupos de Borracheiros, regressavam, com o "candeeiro" na frente - pessoa que para além de transportar o seu borracho (normalmente com um barril de vinho, o equivalente a 45 litros), iluminava o percurso quando este era feito pela calada da noite ou no meio do nevoeiro.

No meio do grupo seguia o "boieiro" (também transportava um borracho) - homem robusto que servia de auxílio a outro elemento que eventualmente se encontrasse em dificuldade, chegando a levar dois borrachos.

A findar o grupo, seguia o "gade" ou "gado" - pessoa que cuidava para não deixar ninguém para trás (tocando eventualmente um búzio) para que ninguém se perdesse, lá está, no meio da escuridão ou nevoeiro.

O comprador geralmente acompanhava os borracheiros evitando, desta maneira, a tentação de molhar as gargantas. Geralmente paravam para descansar, beber água e dar uma dentada num naco de pães (quando havia) que levavam na "sovelha".

Ao longo do percurso os borracheiros cantavam, num tom pausado e à vez, para disfarçar o cansaço.

Apresenta-se um verso cantado pelos borracheiros do Porto da Cruz que ainda hoje cantam em diversas exibições pela nossa ilha e fora de portas.

O candeeiro:
Ó patrão apronta a pipa
Já lá vai a novidade
Este é vinho americano
De primeira qualidade.

Finaliza com: O boieiro pode cantar à vontade

O resto dos borracheiros: Viva o nosso candeeiro, Viva

Hoje em dia não é usual transportar o vinho nos borrachos. Estes são peças etnográficas, embora ainda exista quem tire borrachos.

Grupo de Folclore da Casa do Povo do Porto da Cruz
Recolha: Cirilo Vieira e Cláudio Nóbrega
Informante: José Manuel Barcelos, borracheiro da Associação Grupo Cultural Flores de Maio – Freguesia do Porto da Cruz

Foto: Associação Flores de Maio

Comentar

Código de segurança
Atualizar