1 1 1 1 1

48hcartazO Folclore é uma das mais nobres artes em Portugal. Remonta ao princípio da história do país, no qual se dançava espontaneamente, sendo a dança uma arte corporal, tão inerente ao corpo humano como caminhar ou respirar.

Na Madeira estes eventos que mostram as tradições, a alma do povo, os usos e costumes através de espetáculos, iniciaram-se com maior pujança em 1985, nomeadamente através do FESTINATEL/85 na Camacha e do Festival Regional de Folclore em Santana e em 1987 do Encontro de Folclore Noroeste na Ponta Sol.

Entre nós, é sobretudo na primavera e no verão que os 11 grupos de folclore das Casas do Povo da Madeira participam em organizações de outras associações e agentes culturais, a exemplo da Semana Europeia de Folclore – Funchal e Estreito de Câmara de Lobos, da Gala Internacional de Etnografia e Folclore Manuel Ferreira Pio-Monte, do Encontro de Folclore do Porto Santo, do Encontro de Folclore de Machico, do Festival de Folclore da Ponta do Sol (nacional e internacional), do Encontro de Folclore Romarias Antigas do Rochão - Camacha.

De igual modo, organizam os seus próprios eventos, tais como o Encontro de Folclore de Santa Cruz, da Gala de Folclore Maria Ascensão, na Camacha e do Festival Regional de Folclore – "48 Horas a Bailar", em Santana, contando para o efeito com o apoio da Secretaria Regional do Ambiente e Recursos Naturais, através da Direção Regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural, e de outras entidades oficiais.

Assim, irá decorrer em Santana nos dias 19, 20 e 21 de julho o XXIX Festival Regional de Folclore – "48 Horas a Bailar - 2013", organizado pela Casa do Povo local, que tem como tema principal a "Vinha e o Vinho" e sendo que os grupos participantes irão apresentar um texto que versem as tradições e os usos e costumes locais relacionados com a temática, os quais serão publicados na habitual revista do evento.

Carlos Pereira

Comentar

Código de segurança
Atualizar