1 1 1 1 1

Mercados dos Agricultores dos Canhas e dos Prazeres muito bem vistos pelos Agricultores/Vendedores e Compradores

mercados dos agricultores1No âmbito do Sistema de Gestão da Qualidade implementado na Secretaria Regional do Ambiente e dos Recursos Naturais/Direção Regional da Agricultura e Desenvolvimento Rural, realizam-se desde 2010 inquéritos de satisfação de dois em dois anos junto dos Agricultores/Vendedores e dos Compradores dos Mercados dos Agricultores (MA) dos Canhas e Prazeres, no sentido de avaliar-se o seu grau de satisfação. Assim, nos meses de setembro e outubro de 2014, procedeu-se a entrevistas junto de 20 Agricultores/Vendedores e 360 Compradores (180 por MA).

95% dos Agricultores/Vendedores dos MA satisfeitos com o seu ponto de venda

No que diz respeito aos Agricultores/Vendedores entrevistados, 55% vendem há mais de oito anos naqueles espaços de venda direta, podendo afirmar-se que existe uma fidelização do vendedor em relação ao MA. De salientar uma certa renovação dos Agricultores/Vendedores, já que 10% exercem ali a sua atividade há dois anos.

Sobre a satisfação do Agricultor/Vendedor em relação ao seu ponto de venda no MA, 95% estão satisfeitos com o seu ponto de venda.

Quanto ao volume de vendas de 2014, comparado com o ano de 2013, 80% dos Agricultores/Vendedores consideraram igual, enquanto 15% acharam as vendas piores e apenas 5% (1 vendedor) considerou as vendas melhores.

Sobre o número de visitantes aos MA, 80% dos Agricultores/Vendedores acham que o número manteve-se relativamente a 2013, sendo que para os restantes 20%, esse número de visitantes diminuiu.

No que respeita ao grau de satisfação avaliado numa escala de 1 a 5 (em que 1 é nada satisfeito e 5 muito satisfeito), 60% dos inquiridos consideram-se satisfeitos (grau 4 da escala 1-5) e 30% estão muito satisfeitos (grau 5), sendo que apenas 5% e outros 5%, manifestaram-se nem satisfeito nem insatisfeito (grau 3) e pouco satisfeito (grau 2), respetivamente.

99% dos Compradores dos MA estão safisteitos a muito satisfeitos com os Mercados dos Agricultores

Nas respostas dos 360 Compradores dos MA dos Canhas e dos Prazeres (180 entrevistas por MA), 94% costumam visitar os MA e 6% fizeram-no pela primeira vez. Quase três quartos dos entrevistados (73%) visitam estes espaços de venda direta todos os domingos, sendo que 17% o fazem de 15 em 15 dias, 7% uma vez por mês e 3% mais do que uma vez por ano.

Quanto aos que responderam que era a primeira vez que visitavam os MA, estes fizeram-no por "alguém que indicou", o que comprova que a divulgação "boca a boca" é eficaz.

Em relação a 2013 e comparando com 2014, 74% dos Compradores afirmaram ter visitado os MA o mesmo número de vezes, sendo que 18% o tem feito menos vezes e 8% tem visitado mais vezes.

Quanto à compra de produtos, 94% dos 360 inquiridos adquiriram hortofrutícolas e seus derivados e pão caseiro. A título de curiosidade, os 10 produtos mais comprados no MA dos Canhas foram o pão caseiro, o bolo doce, a cenoura, a alface, o tomate, o pepino (sendo estas hortícolas consideradas produtos da estação para a confeção de saladas), a couve, a cebola, o feijão verde e a abóbora.

 

No MA dos Prazeres, os 10 produtos mais comprados foram a cenoura, a couve, o tomate, a alface, o pepino (como já vimos, hortícolas da estação para a confeção de saldadas), o feijão verde, a semilha, o pão caseiro, a cebola e o alho francês.

Comparando 2014 com 2013, 76% dos Compradores responderam que continuam a adquirir produtos com igual frequência, sendo que 17% compram menos e 7% compram mais hortofrutícolas e mais transformados.

Sobre os preços praticados nos MA, 56% dos inquiridos afirmaram que os preços praticados nestes espaços de venda direta são mais baratos que os outros locais de venda, sendo que 42% e 2% acharam esses preços iguais e mais caros, respetivamente.

Nos MA dos Canhas e Prazeres, e por ordem de importância do muito importante, importante e pouco importante em relação aos fatores frescura, preço e facilidade de estacionamento, 95% dos Compradores consideram ser muito importante a frescura dos produtos para a sua aquisição, 96% acham o preço dos produtos importante e 98% considera que a facilidade de estacionamento é pouco importante.

Quanto ao grau de satisfação avaliado numa escala de 1 a 5 (em que 1 é nada satisfeito e 5 muito satisfeito), 99% dos entrevistados manifestou um grau de satisfação entre o satisfeito (grau 4 da escala 1-5) e o muito satisfeito (grau 5), de 67% e 32%, respetivamente, sendo que apenas 1% mostraram um grau de satisfação neutro (nem satisfeito nem insatisfeito – grau 3).

Relativamente à questão se o Comprador pensava regressar aos MA, todos os entrevistados responderam positivamente. Quanto ao concelho de residência, no MA dos Canhas, 76% é residente no concelho da Ponta do Sol, concelho onde se localiza o MA, seguido pelos concelhos vizinhos da Ribeira Brava (11%) e Calheta (6%) e, por fim, pelo concelho do Funchal (7%).

No MA dos Prazeres, 58% dos inquiridos são residentes no concelho da Calheta, concelho onde se localiza o MA, seguidos pelo concelho do Funchal, com 20% dos visitantes, pelos concelhos vizinhos da Ponta do Sol (8%) e da Ribeira Brava (4%), bem como pelos concelhos de Santa Cruz (5%), Câmara de Lobos (3%) e Machico (2%).

Sobre o género dos entrevistados, 59% dos Compradores são do sexo feminino e 41% do sexo masculino, verificando-se o papel da mulher e a sua influência nas compras domésticas.

Na realização destes inquéritos, foi possível percecionar que 95% dos 360 Compradores inquiridos realizaram as suas compras no período da manhã (8h00-11h59), sendo que os restantes 5% (verificados apenas no MA dos Canhas), o fizeram na parte da tarde (12h00-16h00).

Se não conhece estes espaços de venda direta, aproveite este domingo, passeando com a sua família e visitando o Mercado dos Agricultores dos Canhas ou dos Prazeres. Tenho a certeza que vai querer repetir a visita!

 

Joaquim Leça
Direção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar