1 1 1 1 1 Pontuação 3.50 (2 Votos)

O mercado de agricultura biológica

mercadoagricbiolDesde 2007, a Secretaria Regional do Ambiente e dos Recursos Naturais, através da Direção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural, promove a realização de um Mercado de Agricultura Biológica no limite exterior leste (ou norte, em situações até agora pontuais) da Praça da Restauração, no Funchal.

O "Mercado de Agricultura Biológica", que tem uma periodicidade semanal, realizando-se todas as quartas-feiras, além de um meio de promoção constante deste modo de produção agrícola ambiental e socialmente mais sustentável, vem garantindo o escoamento da produção de muitos agricultores, disponibilizando uma oferta hortofrutícola de grande diversidade e qualidade superior, já que emprega métodos culturais com elevada atenção à proteção do meio e respetivos ecossistemas.

Esta iniciativa vem constituindo uma importante mais-valia para o Funchal, conferindo-lhe não só uma dinâmica acrescida como, igualmente, uma evidência da modernidade desta cidade, pareando-a com outras urbes europeias, as quais vêm relevando a agricultura biológica nas orientações a uma cidadania mais responsável e, por isso, motivando e acarinhando o surgimento e desenvolvimento de iniciativas desta natureza.

Por parte dos clientes, esta realização tem merecido um feedback muito positivo, seja dos que são madeirenses, que superlativam uma relação direta e de confiança com os produtores, seja por parte de turistas que procuram conhecer a melhor agricultura do destino que visitam.

 

abacateQuanto aos visitantes estrangeiros é de referir que muitos deles também já conhecem, nos seus países de origem, mercados citadinos unicamente dedicados à venda de produtos de agricultura biológica, e ficam agradavelmente surpreendidos com a qualidade deste Mercado, quer das produções em comercialização, quer da estrutura moderna utilizada para as vendas.

Como demonstração de que o "Mercado de Agricultura Biológica" é já um caso de sucesso, e um hábito já introduzido nas compras de muitas famílias madeirenses, há pouco mais de um ano, foi realizado um inquérito de satisfação aos seus clientes, do qual resultaram as seguintes constatações: estão fidelizados, sendo que mais de dois terços ali efetuam compras todas as semanas; compõem-se dominantemente de madeirenses, conquanto 20% dos seus compradores sejam do exterior da Região; a esmagadora maioria manifesta-se satisfeita com as condições disponibilizadas.

Quanto à oferta agroalimentar disponibilizada, nomeadamente às variáveis diversidade, qualidade e preço estas foram percecionadas como de boas a muito boas.

Durante este mês de janeiro, o produto em destaque é a pera-abacate.

Paulo Santos
Direção Regional de Agricultura e Desenvolvimento Rural

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar