1 1 1 1 1

semanabiologica10A paisagem lidera a lista de fontes de atração para os turistas na Madeira. Uma paisagem caraterizada por espaços naturais, como a floresta, os urzais em alta montanha e as falésias do litoral, mas também os espaços humanizados, onde a agricultura assume particular importância.

A ocupação agrícola da Madeira é um feito notável de obra humana, que interessa a todo o custo preservar. A pequena dimensão da parcela que permite descobrir uma manta de retalhos de cores contrastantes, unidos pelo tom escuro dos muros de pedra aparelhada diferenciam a nossa paisagem, que nos promove e nos sustenta.

A agricultura biológica assenta nesta paisagem diversa e permite mantê-la porque encontra razões para todos os pontos que a carateriza.

Os muros de pedra servem de abrigo a auxiliares agrícolas e barreiras contra a erosão. O policultivo em áreas pequenas permite a prevenção de doenças, a otimização dos nutrientes do solo e o sustento das famílias assegurando as colheitas ao longo do tempo. As sebes naturais atraem insetos e pássaros criando um equilíbrio natural entre pragas e os seus inimigos e criam defesas contra o vento. As fruteiras dispersas mais uma vez permitem a diversidade de produtos da exploração e a preservação dos recursos genéticos com a utilização de variedades regionais.

A agricultura biológica promove a biodiversidade pela instalação de culturas diversas adaptadas a cada região que garantem uma paisagem única e faz do agricultor o seu guardião.

Sílvia Silva

Tem alguma questão? Coloque-a aqui:

Código de segurança
Atualizar