1 1 1 1 1 Pontuação 4.67 (3 Votos)

Proteção integrada - armadilhas

armadilhas1
Figura 1
armadilhas2
Figura 2

As armadilhas são um instrumento de trabalho que nos permite obter informação sobre a época de aparecimento e provável atividade de certas pragas e/ou auxiliares. Possibilitam, conjuntamente com a observação de órgãos nas árvores, a determinação da estimativa de risco.

Existem no mercado diversos tipos de armadilhas, dando-se, em seguida, exemplos de algumas armadilhas de atracão (sexuais, alimentares e cromotrópicas).

A armadilha sexual tipo Delta (figura 1) tem uma base de cola e um difusor de feromona especifico para a espécie que se pretende monitorizar. Pode ser utilizada para captura da mosca do mediterrâneo, substituindo a feromona por trimedelur (isco sintético frequentemente utilizado em programas de monitorização e erradicação).

A armadilha cromotrópica amarela (figura 2), com cola de ambos os lados, tem como objetivo a monitorização de auxiliares e determinação das curvas de voo de pragas.

 
armadilhas3
Figura 3
armadilhas4
Figura 4

A armadilha alimentar/sexual/cromotrópica tipo McPhail (figura 3) é utilizada para captura de mosca do mediterrâneo. Nesta armadilha pode ser colocado o trimedelur, como atrativo sexual para machos, ou proteína hidrolisada, como atrativo alimentar, mais eficaz na captura de fêmeas.

A armadilha tipo Tephri (figura 4) tem forma cilíndrica, cor amarela e no seu interior são colocados três atractivos, aos quais se junta um inseticida. Esta armadilha também é utilizada para a captura da mosca do mediterrâneo, tendo como vantagem a grande eficácia na captura de fêmeas de C. capitata.

Bibliografia consultada:
Produção integrada da cultura de citrinos / Miriam Cavaco, Fátima Calouro. Oeiras: DGPC, 2005. 158 p. (Divulgação, ISSN 0872-3249; 277). ISBN 972-8649-44-4.


Paula Almeida Rocha
Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.
Direção Regional de Agricultura

Comentar

Código de segurança
Atualizar